O que fazer quando notar comportamento suicida em alguém próximo?

O autoextermínio é a segunda maior causa de morte em pessoas de 15 a 29 anos de idade.

Reprodução: Freepik/katemangostar.

De acordo com o site do Centro de Valorização a Vida, uma associação sem fins lucrativos que presta serviço voluntário e gratuito de apoio emocional e prevenção do suicídio, “o suicídio é considerado pelo Ministério da Saúde um problema de saúde pública, tirando a vida de uma pessoa por hora no Brasil, mesmo período no qual outras três tentaram se matar sem sucesso”. No mês de julho deste ano, foram registradas 26.735 ligações ao Centro de Valorização a Vida no estado de Minas Gerais – dados disponibilizado no Relatório Mensal de Atividades Nacionais do CVV dos meses de junho e julho.

Os dados apresentados são alarmantes e precisam de um olhar cauteloso não apenas para aqueles com comportamentos suicidas, mas também para os amigos e familiares. Por isso, em entrevista com a equipe do site Sempressão, a psicóloga Maria Luiza Castro, fala sobre o que fazer quando notar comportamento suicida em alguém próximo.

Sempressão: Como podemos perceber e reconhecer comportamentos suicidas em familiares e amigos próximos?
Maria Luiza Castro: Existem fatores de risco que são: histórico familiar de suicídio, uso de álcool e outras drogas, ambiente familiar hostil, e relatos de violência de ordem física e psicológica. Os sinais de alerta que podem ser percebidos pelo comportamento é, a princípio, isolamento afetivo, e das atividades que costumavam gostar de fazer. Exposições frequentes a situações de risco, como por exemplo correr demais enquanto estiver dirigindo ou não olhar ao atravessar a rua. Sinais que pode ser observado também é a autodesvalorização, que pode ser vista em frases como “eu sou um fardo na vida das pessoas”, “não tem mais jeito pra mim”, além de falta de sonhos e perspectiva do futuro. 

Sempressão: Além do incentivo e apoio na busca de ajuda profissional de psicólogo e psiquiatra, o que mais pode ser feito nessa situação?
Maria Luiza Castro: O mais importante é ser acolhedor, “acolher a dor”, sem julgamentos. Escutar e suportar. Ter uma postura empática, por exemplo, ao invés de falar  “não faz isso, a vida é linda”, optar por dizer: “eu imagino que esteja difícil, mas você não está sozinho”, “tem algo que eu possa te ajudar?”. Falar sem cuidados, acaba mesmo que sem querer, punindo e silenciando o outro. Deve-se evitar deixar a pessoa sozinha caso ela tome alguma medicação e é importante que os medicamentos não fiquem expostos enquanto a pessoa está em crise, e que tenha algum responsável para administrar o uso.
Ao perceber que a pessoa está com ideação suicida é preciso orientá-lo a buscar ajuda profissional, além de informá-lo sobre os meios, seja terapia, psiquiatra, no sistema público ou particular, ou no Centro de Atenção Psicossocial, CAPS, que é específico para urgências em saúde mental.

Sempressão: O familiar ou amigo próximo pode ficar psicologicamente fragilizado pela situação. O que pode ser feito para se manter são para conseguir apoiar o ente querido adoecido?
Maria Luiza Castro: O cuidado com quem cuida não deve ser negligenciado. Por exemplo, em caso de pessoas que tentaram suicídio recentemente é importante que a família não os deixem sozinhos. Sendo assim, devem buscar redes de apoio, sejam com outros familiares para revezarem os cuidados, e também com instituições que prestam suporte em casos de urgência em saúde mental, como o Centro de Atenção Psicossocial, CAPS. Além disso, é importante que conversem com pessoas de confiança sobre o que está sentindo, e não esqueçam de tirar um tempo para o autocuidado, se estiver muito pesado, descanse, não se culpe, e busque ajuda profissional.

Maria Teresa Xavier

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s